quinta-feira, 12 de novembro de 2015

As etapas de nossa vida sempre irão apresentar lições importantes para nosso aprendizado.
Não há momento da existência onde não haja ensejo de crescimento pessoal, afinal, é esta a finalidade maior da vida.
Natural que se apresentem períodos de semeadura e de investimento, marcados pela renúncia de momentos de lazer, das horas de ócio e amenidades.
Exigirão de nós dedicação e seriedade. Pedirão de nós constância e firmeza.
Esses dias trarão consigo as lições da disciplina, da perseverança, oferecendo oportunidade de maturidade nas escolhas e opções.
Também haverá dias de conquista, sucesso e vitória. Esses nos oferecerão o sentimento de realização, de completude, de autorrealização.
Mas trarão igualmente oportunidades de aprendizado, nos oferecendo o ensejo de treinar a humildade, ao nos permitir a análise do quanto de orgulho, presunção e arrogância ainda existe em nós.
Haverá, em nossa existência, dias de plena saúde, vigor físico e disposição.
Dias em que o corpo físico poderá ser exigido em sua plenitude, colocando-se como ferramenta ao nosso dispor.
Esses momentos nos darão a chance de desenvolver o hábito do trabalho, o aprendizado da ocupação digna das nossas horas.
Sem limitações impostas pela máquina física, teremos a oportunidade de incutir em nós os hábitos saudáveis da labuta honesta, do serviço no bem e para o bem.
Naturalmente, outros dias virão, nos quais a doença, as dificuldades orgânicas, os cerceamentos físicos se farão presentes.
Nesses dias, outras serão as lições que se apresentarão para o aprendizado.
Teremos a oportunidade de vivenciar a paciência, a resignação e a fé.
Junto a essas mestras incomparáveis, virá também a oportunidade mais intensa de desenvolver o hábito da oração, da meditação e autoconhecimento.
Serão as lições de convivência conosco mesmo, com nosso mundo íntimo, nossos valores e emoções.
Vemos assim que a vida é rica em seu suceder de experiências e convites ao aprendizado.
* * *
Cada momento traz consigo suas lições, aquelas que a Providência Divina percebe serem as melhores e mais adequadas para nossa experiência existencial.
Portanto, de forma alguma reclamemos do que nos sucede. Antes, reflitamos qual a lição que a vida nos convida a soletrar, a experienciar.
Jamais maldigamos os acontecimentos que nos alcancem.
O que hoje nos surja como grande problema ou empecilho de difícil remoção, em verdade se constitui ferramenta de aprendizado e catapulta para novos patamares de lucidez e entendimento.
Deus nos conhece a intimidade e aguarda sempre o momento propício para as lições mais apropriadas. Igualmente, sabe a que, exatamente, nos deve submeter, a fim de que cresçamos em intelecto e moral, no rumo do progresso.
Nesse entendimento, agradeçamos à bondade Divina por tudo que nos sucede.
Amparados pela fé, busquemos aproveitar todo momento de nossa existência para que as lições sejam apreendidas, pela mente e pelo coração.
Redação do Momento Espírita.

domingo, 11 de outubro de 2015

Prece da Paz Interior


"Acalma a minha alma, Senhor,
Que se confrange em pesares,
Ante os problemas
Mal resolvidos
Ou sem solução.
Acalma minha alma, Senhor,
Quando a madrugada chega
E o sono não vem
Para o reclamado
Repouso do corpo cansado
Da luta diária.
Acalma minha alma, Senhor,
E toma minha vida em Tuas mãos.
Conduza-me para que
Eu não me perca
Nos caminhos tortuosos
Do desespero e da angústia
Que, insistentes,
Batem à porta
De meus pensamentos
E de meu coração.
Acalma minha alma, Senhor,
Equilibra minhas energias
E fortalece meu espírito
E assim, somente assim,
Com Teu amor
Alicerçando minha vida,
É que poderei vencer
Hoje e sempre."
Louvado seja teu Santo nome Senhor!
Amém

sexta-feira, 26 de junho de 2015

A ORAÇÃO É O MEIO EFICAZ DE RESTABELECER A PAZ 
E O PERDÃO, A ÚNICA CONDIÇÃO DE ALIVIAR O ESPÍRITO.

SOU IMENSAMENTE GRATO A VIDA QUE ME TROUXE DE VOLTA A ESSE PLANETA
E POR TER ALCANÇADO ALGUM ENTENDIMENTO,
 PEÇO PERDÃO PELAS OFENSAS QUE CAUSEI A TODOS AQUELES QUE PASSARAM PELO MEU CAMINHO, PERDOANDO AOS QUE ME OFENDERAM E QUE DE ALGUMA FORMA CAUSEI ALGUM MAL.

PEÇO PERDÃO SINCERAMENTE A TODOS. 

ME PERDOE MEU DEUS PELAS BLASFÊMIAS LANÇADAS AO VENTO 
CONTRA SEU NOME,
ME PERDOE MEU JESUS, POR TER DUVIDADO MUITAS VEZES 
DOS SEUS ENSINAMENTOS.
ME PERDOEM ANJOS DA GUARDA POR EU DUVIDAR QUE EXISTIAM,
PERDÃO AOS SANTOS POR ZOMBAR DOS MILAGRES QUE ASSISTI.

ME PERDOEM AS FAMÍLIAS, CUJO SOBRENOME ME EMPRESTARAM
 E QUANTAS VEZES NÃO HONREI ADEQUADAMENTE.

PERDÃO MEU AVÔ E MINHA AVÓ, PILARES DESSA MINHA VIDA, QUE ESPERAVAM TANTO DESTE NETO E POUCO FIZ, QUE PUDESSE ALEGRAR AS SUAS VIDAS.

PERDOA MEU PAI POR NÃO TER SIDO COMO VOCÊ QUERIA,
ME PERDOA MINHA MÃE POR NÃO TER LHE PROPORCIONADO TUDO 
O QUE VOCÊ MERECIA, MESMO QUE FOSSE TÃO POUCO.

PERDÃO MINHA IRMÃ PELA POUCA ATENÇÃO QUE DISPENSEI A VOCÊ,
 QUANDO TANTAS VEZES PRECISOU DE MIM,
PERDÃO MEU IRMÃO PELAS DESAVENÇAS E PREJUÍZOS 
QUE CAUSEI EM SUA VIDA.
PEÇO PERDÃO A MINHA ESPOSA QUE SOFREU TANTO EM MINHA COMPANHIA
 E POR MAIS QUE EU TENHA FEITO, RECEBEU TÃO POUCO DE MIM,
PERDÃO AO MEU ESPOSO PELO MEU DESINTERESSE NO QUE LHE ERA CARO
 E POR TER SIDO AQUÉM DO SEU AGRADO.

PEÇO PERDÃO AS MINHAS FILHAS PELOS MEUS DESEQUILÍBRIOS COSTUMEIROS COM DISCUSSÕES  E AOS MEUS FILHOS PELA FALTA DO EXEMPLO MORAL E SENSO DE JUSTIÇA, QUE POR ACASO TENHA DEIXADO TRANSPARECER.

PERDÃO PRIMOS E PRIMAS PELA LEVIANDADE DE NUNCA OS PROCURAR PARA ESTREITAR NOSSA FRATERNIDADE.

PEÇO PERDÃO A MINHA PARENTELA, QUE CONVIVERAM COMIGO E SOFRERAM DECEPÇÕES POR MINHA CAUSA, MESMO INCONSCIENTEMENTE. 

MEUS AMIGOS ME PERDOEM POR TER DADO TÃO POUCO DE MIM,
 QUANDO PODERIA TRANSMITIR BONS EXEMPLOS, MAIS CONHECIMENTO E AMIZADE A TODOS.

ME PERDOEM MEUS CREDORES POR NÃO TER ACERTADO DÉBITOS QUE ERAM JUSTOS
E TAMBÉM AOS MEUS DEVEDORES POR EU TER FACILITADO 
PARA QUE CAÍSSEM NOVAMENTE NA TENTAÇÃO DO ERRO DA USURPAÇÃO.

TAMBÉM PEÇO PERDÃO AOS CONHECIDOS QUE MARCARAM PRESENÇA EM MINHAS EXISTÊNCIAS,  PELOS MEUS INCÔMODOS QUE OS TRANSFORMARAM EM INIMIGOS E A ESTES, PEÇO HUMILDEMENTE PERDÃO, POR NÃO TER RESOLVIDO NOSSAS QUESTÕES ENQUANTO CAMINHÁVAMOS LADO A LADO.

ME PERDOEM TODOS VOCÊS QUE ACHAM QUE NADA TÊM PARA PERDOAR 
OU SER PERDOADO  E ORO PARA QUE PERDOEM A SI MESMOS,
 PORQUE EU ME PERDOO INTEGRALMENTE E A PARTIR DESSE MOMENTO, 
ESTOU PROJETANDO VIBRAÇÕES HARMÔNICAS DE PAZ, AMOR E LUZ, PARA
 UMA VIDA MUITO MAIS FELIZ.

feespirita
http://fraternidadeespiritauniversal.blogspot.com.br/2011/11/oracao-do-perdao-fale-seu-nome-completo.html
ORAÇÃO AO CRIADOR
“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora.
Grato e que assim seja.”

quinta-feira, 12 de março de 2015

Pai de Infinita Bondade, sustenta-nos o coração no caminho que nos assinalaste! Infunde-nos o desejo de ajudar àqueles que nos cercam, dando-lhes das migalhas que possuímos para que a felicidade se multiplique entre nós.
Dá-nos a força de lutar pela nossa própria regeneração, nos círculos de trabalho em que fomos situados por Teus sábios desígnios.
Auxilia-nos a conter nossas próprias fraquezas, para que não venhamos a cair nas trevas, vitimados pela violência.
Pai, não deixes que a alegria nos enfraqueça e nem permitas que a dor nos sufoque.
Ensina-nos a reconhecer Tua bondade em todos os acontecimentos e em todas as coisas.
Nos dias de aflição, faze-nos contemplar Tua luz, através de nossas lágrimas.
E nas horas de reconforto, auxilia-nos a estender Tuas bênçãos com os nossos semelhantes.
Dá-nos conformação no sofrimento, paciência no trabalho e socorro nas tarefas difíceis.
Concede-nos, sobretudo, a graça de compreender a Tua vontade seja como for, onde estivermos, a fim de que saibamos servir, em Teu nome, e para que sejamos filhos do Teu infinito amor.
Assim seja.
-Chico Xavie, pelo espírito Agar - do livro: À Luz da Oração

domingo, 19 de maio de 2013

Mensagem de Encorajamento

Companheiro, ponha-se de pé e siga os corações que rumam confiantes.
Doe as aflições ao tempo, cubra-se com o manto da esperança e avance intimorato.
A multidão chora e sorri. Misturam-se lágrimas e sorrisos, abafados pelo retinir das taças finas que contêm os vapores da morte e os fluídos da loucura.
Possivelmente, os anseios atormentam-lhe o coração ansioso... Mas os que buscaram a enganosa liberdade demoram-se nas prisões que a própria delinqüência ergueu, inquietados pelo tigrino clamor das multidões desvairadas e o zurzir impiedoso da consciência em desalinho.
Alçando o pensamento ao Grande Bem, você pode chegar à paz íntima, embora carregue as cicatrizes do sentimento, porfiando na conduta reta.
O tempo é mestre: benfeitor e justiceiro. Tudo refaz, tudo apaga, tudo corrige.
Com o tempo, o grão de areia se transforma em valiosa pérola aprisionada no íntimo da ostra, até um dia...
Com o tempo, o carvão humilde transforma-se em diamante precioso encastelado na montanha poderosa, até um dia...
Com o tempo, a semente pequenina incha no seio da terra, transformando-se, até um dia...
Com tempo, o débil embrião da vida desenvolve-se modificando a própria estrutura, até um dia...
Com o tempo, o regato humilde atinge o mar, vencendo a distância e o obstáculo.
Com o tempo, a Mensagem do Cristo se espalhou sobre aTerra convidando o homem à tecelagem do manto nupcial para o patrimônio da Humanidade com a Vida, um dia...
Enxugue o suor da ansiedade.
Guarde as lágrimas da inquietação.
Amanhã, talvez, o trabalho exija suor e lágrimas em honra, à felicidade de ser feliz.
Escude-se na dor dos outros, e avance.
Lembre-se dos que caíram somente para os ajudar.
Olhe os vitoriosos da luta, e siga com eles.
Não se preocupe por você ter tombado ontem, na escuridão. Agora brilha a luz da verdade em seu caminho.
Vença a tristeza nascida na recordação da própria fraqueza. Encha a alma com a alegria de tudo poder em Cristo.


Mensagem por Mensageiros da Luz
Foto; http://3.bp.blogspot.com/-jseX8ocY8D8/UKJ0b0ftGfI/AAAAAAAAFw4/-gUVncAvm3w/s1600/Jesus+abra%C3%A7ando+o+seu+filho.png


Uma abençoada semana a todos!

domingo, 12 de maio de 2013

Oração do Silêncio



Pai , que hoje eu possa saber fazer silêncio!
Que os maus pensamentos se calem e que os meus ouvidos sejam surdos para más palavras e maledicências.
Que os meus olhos possam enxergar apenas o Bem em todas as coisas por p...ior que elas pareçam.
Que o meu ego se emudeça e se afaste de julgamentos e condenações.
Que a minha alma se expanda e tenha compaixão por todos os seres vivos.
Que em meu silêncio eu veja que há tempo para fazer preces pelos que já se foram.
Que eu consiga perceber cada recado Teu através das Tuas criações.
Que eu compreenda que a Tua voz é a única que me sopra a Verdade nas 24 horas dos meus dias.
Que eu ouça em cada minúsculo ser a grandeza da Tua obra.
Que eu perceba nessa Grandeza o quanto és desprovido de orgulho.
Pai , que hoje eu possa saber fazer silêncio!
Que eu saiba calar na hora exata e nessa hora lembrar-me de observar que na melodia da Vida prevalece a Tua arte e, que em meio a qualquer som,
Tu sempre soarás mais alto e jamais hás de calar-Te.


Por Mensagens Espíritas - Anjos da Noite

domingo, 5 de maio de 2013


Luz e Paz pra todos! 

Oração ♥ ♥

Pai de amor e bondade!
Que todo o universo exprime
Abençoe este dia
Abençoe a minha vida
E este momento sublime
Que as alegrias celestes
Sejam sempre emanadas
Dentro do meu coração
Para que assim eu possa
Compartilhar sentimentos
Como todos os meus irmãos
Que a paz possa se estender
Em cada coração aflito
Que sua bondade infinita
Possa então se expandir
Em cada apelo em cada grito
Oh! Pai de misericórdia
Esteja sempre presente.
Neste local e para sempre
Habite no meu coração.
Para que assim eu possa
Cumprir a minha missão.
Que nada me tire da estrada
Que me leva á evolução
Que seu amor e sua paz
Esteja sempre presente
Dentro do meu coração..
Paz e Luz!
Mensagem psicografada no Centro espírita Portal Da luz

domingo, 30 de dezembro de 2012


EVANGELHO VIRTUAL - 17/12/2012 por Son Till

PRECE INICIAL

Vamos acalmar nossos corações e mentalizar a presença de nosso mentor.
Que nesse momento possamos ser inspirados pela Luz Divina e, com ajuda da espiritualidade amiga e dos mestres que olham por nós, vamos iniciando mais um evangelho virtual, dizendo:

Senhor, obrigado por mais um dia de vida nesta Terra. Obrigado por estar sempre conosco, pois tudo que há vive no Senhor. Possamos agradecer nesse momento, junto a espiritualidade amiga e ao Mestre Jesus, a oportunidade que nos é dada de adquirir mais conhecimento sobre nós mesmos através do evangelho.
Possamos lembrar que todo o conhecimento que temos, todas as alegrias e toda nossa vida devemos ao Senhor, nosso Deus.
Vamos pedir nesse momento a ti Senhor, que inspire e ilumine nosso intelecto e coração para o real aprendizado do puro e divino conhecimento deixado pelo Mestre Jesus! Obrigado, obrigado e obrigado. Que assim seja!

LEITURA - Capítulo 24 - Não ponhais a candeia debaixo do alqueire.
Porque fala Jesus por parábolas.

2. Ninguém há que, depois de ter acendido uma candeia, a cubra com um vaso, ou a ponha debaixo da cama; põe-na sobre o candeeiro, a fim de que os que entrem vejam a luz; - pois nada há secreto que não haja de ser descoberto, nem nada oculto que não haja de ser conhecido e de aparecer publicamente. (S. LUCAS, cap. VIII, vv. 16 e 17.)

3. Aproximando-se, disseram-lhe os discípulos: Por que lhes falas por parábolas?
- Respondendo-lhes, disse ele: É porque, a vós outros, foi dado conhecer os mistérios do reino dos céus; mas, a eles, isso não lhes foi dado¹. Porque, àquele que já tem, mais se lhe dará e ele ficará na abundância; àquele, entretanto, que não tem, mesmo o que tem se lhe tirará. - Falo- lhes por parábolas, porque, vendo, não vêem e, ouvindo, não escutam e não compreendem. - E neles se cumprirá a profecia de Isaías, que diz: Ouvireis com os vossos ouvidos e não escutareis; olhareis com os vossos olhos e não vereis. Porque, o coração deste povo se tornou pesado, e seus ouvidos se tornaram surdos e fecharam os olhos para que seus olhos não vejam e seus ouvidos não ouçam, para que seu coração não compreenda e para que, tendo-se convertido, eu não os cure. (S. MATEUS, cap. XIII, vv. 10 a 15.)

Explicação de Allan Kardec

Jesus procedia, portanto, com o povo, como se faz com crianças cujas idéias ainda se não desenvolveram.
Todo ensinamento deve ser proporcionado à inteligência daquele a quem se queira instruir, porquanto há pessoas a quem uma luz por demais viva deslumbraria, sem as esclarecer. Dá-se com os homens, em geral, o que se dá em particular com os indivíduos. As gerações têm sua infância, sua juventude e sua maturidade. Cada coisa tem de vir na época própria; a semente lançada à terra, fora da estação, não germina. Mas, o que a prudência manda calar, momentaneamente, cedo ou tarde será descoberto, porque, chegados a certo grau de desenvolvimento, os homens procuram por si mesmos a luz viva; pesa-lhes a obscuridade. Tendo-lhes Deus outorgado a inteligência para compreenderem e se guiarem por entre as coisas da Terra e do céu, eles tratam de raciocinar sobre sua fé. E então que não se deve pôr a candeia debaixo do alqueire, visto que, sem a luz da razão, desfalece a fé. (Cap. XIX, nº 7.)
Se, pois, em sua previdente sabedoria, a Providência só gradualmente revela as verdades, é claro que as desvenda à proporção que a Humanidade se vai mostrando amadurecida para as receber. Ela as mantém de reserva e não sob o alqueire. Os homens, porém, que entram a possuí-las, quase sempre as ocultam do vulgo com o intento de o dominarem. São esses os que, verdadeiramente, colocam a luz debaixo do alqueire. É por isso que todas as religiões têm tido seus mistérios, cujo exame proíbem. Mas, ao passo que essas religiões iam ficando para trás, a Ciência e a inteligência avançaram e romperam o véu misterioso. Havendo-se tornado adulto, o homem entendeu de penetrar o fundo das coisas e eliminou de sua fé o que era contrário à observação. Não podem existir mistérios absolutos e Jesus está com a razão quando diz que nada há secreto que não venha a ser conhecido. Tudo o que se acha oculto será descoberto um dia e o que o homem ainda não pode compreender lhe será sucessivamente desvendado, em mundos mais adiantados, quando se houver purificado. Aqui na Terra, ele ainda se encontra em pleno nevoeiro.
Pergunta-se: que proveito podia o povo tirar dessa multidão de parábolas, cujo sentido se lhe conservava impenetrável? E de notar-se que Jesus somente se exprimiu por parábolas sobre as partes de certo modo abstratas da sua doutrina. Mas, tendo feito da CARIDADE PARA COM O PRÓXIMO E DA HUMILDADE condições básicas da salvação, tudo o que disse a esse respeito é inteiramente claro, explícito e sem ambiguidade alguma. Assim devia ser, porque era a regra de conduta, regra que todos tinham de compreender para poderem observá-la. Era o essencial para a multidão ignorante, à qual ele se limitava a dizer:
"Eis o que é preciso se faça para ganhar o reino dos céus." Sobre as outras partes, apenas aos discípulos desenvolvia o seu pensamento. Por serem eles mais adiantados, moral e intelectualmente, Jesus pôde iniciá-los no conhecimento de verdades mais abstratas. Daí o haver dito: Aos que já têm, ainda mais se dará. (Cap. XVIII, nº 15.)
O Espiritismo, hoje, projeta luz sobre uma imensidade de pontos obscuros. Cada coisa tem de vir no momento oportuno. A cada idéia e conhecimento, é necessário tempo para madurecer e propagar-se, antes que apresentem outra, e aos acontecimentos em nossa vida,o de preparar, provar e dominar a aceitação de outras.

PRECE FINAL/ VIBRAÇÕES


E agora com os corações calmos e com tranquilidade oremos:
Senhor Jesus, obrigado por mais esse ensinamento. Possamos nos lembrar de sempre manter a luz do nosso coração, do nosso espírito, bem no alto, para que ilumine o mais longe possível. Mas que sempre tenhamos em mente que essa luz que se propaga é apenas através de nós, pois verte diretamente de Deus nosso Pai, que está no Céu. Possamos ser essa candeia que brilha e o Senhor a luz que ilumina. Que as nossas palavras e nossas ações sejam doces e cheias de amor para que, o pouco conhecimento que temos, chegue até aqueles que tem ouvidos de ouvir e olhos de ver. Mas que nossa luz de amor toque a todos indistintamente, pois assim seguiremos a segunda maior lei: amar a todos! E a primeira: amar a Deus sobre tudo! Pois todo o bem ou todo o mal que fizemos aos nossos semelhantes é a Deus que estaremos fazendo.
Senhor Jesus, intermediário de Deus nosso Pai, nos ajude a nos manter no caminho firme e reto do amor. Que possamos nos lembrar do exemplo de sua vida, Mestre, que foi a pura demonstração do amor verdadeiro e libertador. Possamos lembrar sempre de orar e vigiar, mas com amor. De raciocinar e aprender, mas com amor. Pois assim será a libertação da humanidade: através do amor que o Senhor nos ensinou e nos relembrou. Esse sentimento inato no homem prevalecerá sobre todas as ilusões da matéria, expulsando todos os sofrimentos e dores.
Obrigado Mestre Jesus por jamais nos abandonar! Obrigado a todas as fraternidades do espaço que olham por nós! Obrigado a espiritualidade amiga. Estejamos juntos no caminho da redenção e do amor. Nos protege Pai dos males e principalmente de nós mesmo, pois somos crianças ainda. Dai-nos força para aprender. Que o amor seja o nosso caminho e também nosso objetivo, para que haja a regeneração de nós mesmos, e assim, da humanidade. Obrigado, obrigado e obrigado. Que assim seja. Graças a Jesus. Graças a Deus!



by Mensageiros da Luz, via facebook
Foto: do site http://somosmultiplicadores.blogspot.com.br

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Prece de gratidao
Senhor, muito obrigado, pelo que me deste, pelo que me dás!
pelo ar, pelo pão, pela paz!
Muito obrigado, pela beleza que meus olhos vêem no altar da natureza.
Olhos que contemplam o céu cor de anil, e se detém na terra verde, salpicada de flores em tonalidades mil!
Pela minha faculdade de ver, pelos cegos eu quero interceder, por aqueles que vivem na escuridão e tropeçam na multidão, por eles eu oro e a Ti imploro comiseração, pois eu sei que depois dessa lida, numa outra vida, eles enxergarão!
Senhor, muito obrigado pelos ouvidos meus.
Ouvidos que ouvem o tamborilar da chuva no telheiro, a melodia do vento nos ramos do salgueiro, a dor e as lágrimas que escorrem no rosto do mundo inteiro.
Ouvidos que ouvem a música do povo, que desce do morro na praça a cantar.
A melodia dos imortais que a gente ouve uma vez e não se esquece nunca mais.
Diante de minha capacidade de ouvir,
pelos surdos eu te quero pedir, pois eu sei, que depois desta dor, no teu reino de amor, eles voltarão a ouvir!
Muito obrigado Senhor, pela minha voz!
Mas também pela voz que canta, que ensina, que consola.
Pela voz que com emoção, profere uma sentida oração!
Pela minha capacidade de falar, pelos mudos eu Te quero rogar, pois eu sei que depois desta dor, no teu reino de amor, eles também cantarão!
Muito obrigado Senhor, pelas minhas mãos, mas também pelas mãos que aram, que semeiam, que agasalham.
Mãos de caridade, de solidariedade. Mãos que apertam mãos.
Mãos de poesias, de cirurgias, de sinfonias, de psicografias, mãos que numa noite fria, cuida ou lava louça numa pia.
Mãos que a beira de uma sepultura, abraça alguém com ternura, num momento de amargura.
Mãos que no seio, agasalham o filho de um corpo alheio, sem receio.
E meus pés que me levam a caminhar, sem reclamar.
Porque eu vejo na Terra amputados, deformados, aleijados...e eu posso bailar!!...
Por eles eu oro, e a ti imploro, porque eu sei que depois dessa expiação, numa outra situação,
eles também bailarão.
Por fim Senhor, muito obrigado pelo meu lar!
Pois é tão maravilhoso ter um lar...
Não importa se este lar é uma mansão, um ninho, uma casa no caminho, um bangalô, seja lá o que for!
O importante é que dentro dele exista a presença da harmonia e do amor!
O amor de mãe, de pai, de irmão, de uma companheira...
De alguém que nos dê a mão, nem que seja a presença de um cão, porque é tão doloroso viver na solidão!
Mas se eu ninguém tiver, nem um teto para me agasalhar, uma cama para eu deitar, um ombro para eu chorar, ou alguém para desabafar..., não reclamarei, não lastimarei, nem blasfemarei.
Porque eu tenho a Ti!
Então muito obrigado porque eu nasci!
E pelo teu amor, teu sacrifício, tua paixão por nós,
Muito obrigado Senhor!

quarta-feira, 30 de maio de 2012


"Sofres cansaço da vida, dissabores domésticos, deserção de amigos, falta de alguém...
Entretanto, para teu reconforto, pelo menos uma vez por semana, sai de ti mesmo e busca na caridade a escola da benção.
Em cada compartimento aprenderás diversas lições ao contato daqueles que lêem na cartilha das dores que desconheces.
Ver-te-ás, então, consolado, estendendo consolo, e, ajustado a ti mesmo, volverás ao conforto da própria casa, murmurando, feliz:
- Obrigado, meu Deus!"
(Meimei) Psicografia de Chico Xavier

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Oração de Ano Novo.


Senhor Deus, dono do tempo e da eternidade,
teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro.
Ao acabar mais um ano, quero te dizer obrigado
por tudo aquilo que recebi de Ti.
Obrigado pela vida e pelo amor, pelas flores, pelo ar
e pelo sol, pela alegria e pela dor,
pelo que é possível e pelo que não foi.
Ofereço-te tudo o que fiz neste ano, o trabalho
que pude realizar, as coisas que passaram pelas minhas mãos
e o que com elas pude construir.
Apresento-te as pessoas que ao longo destes meses amei,
as amizades novas e os antigos amores,
os que estão perto de mim e os que estão mais longe,
os que me deram sua mão e aqueles que pude ajudar,
os com quem compartilhei a vida, o trabalho, a dor e a alegria.
Mas também, Senhor, hoje quero Te pedir perdão.
Perdão pelo tempo perdido, pelo dinheiro mal gasto,
pela palavra inútil e o amor desperdiçado.
Perdão pelas obras vazias e pelo trabalho mal feito,
perdão por viver sem entusiasmo.
Também pela oração que aos poucos fui adiando
e que agora venho apresentar-te, por todos meus olvidos,
descuidos e silêncios, novamente te peço perdão.
Nos próximos dias começaremos um novo ano. Paro
a minha vida diante do novo calendário que ainda não se iniciou
e Te apresento estes dias,
que somente Tu sabes se chegarei a vivê-los.
Hoje, Te peço para mim, meus parentes e amigos, a paz e a alegria,
a fortaleza e a prudência, a lucidez e a sabedoria.
Quero viver cada dia com otimismo e bondade,
levando a toda parte um coração cheio de compreensão e paz.
Fecha meus ouvidos a toda falsidade e meus lábios a palavras
mentirosas, egoístas ou que magoem.
Abre, sim, meu ser a tudo o que é bom.
Que meu espírito seja repleto somente de bênçãos
para que as derrame por onde eu passar.
Senhor, a meus amigos que lêem esta mensagem,
enche-os de sabedoria, paz e amor. E que nossa amizade dure
para sempre em nossos corações.
Enche-me, também, de bondade e alegria, para que
todas as pessoas que eu encontrar no meu caminho
possam descobrir em mim um pouquinho de Ti.
Dá-nos um ano feliz, e ensina-nos a repartir felicidade.
Assim seja!



by Cristina, via orkut

domingo, 7 de agosto de 2011

A COMPREENSÃO EM SEU CORAÇÃO

Quando compreendemos nossa vida, nossas dificuldades, nossos problemas, 
nossas escolhas, nossas amizades, nossos amigos, nossa família 
e até aqueles que achamos ser nossos inimigos, colocamos em pratica 
a benevolência e o discernimento, instalamos em nosso coração 
um sentimento grandioso que é a Compreensão.
Se tivermos a capacidade de compreender todas as nossas dificuldades 
e problemas, estamos colocando em prática a resignação 
e quando compreendermos nossas escolhas e todas as pessoas que nos 
cercam sem colocar o julgamento de suas ações, é porque realmente 
estamos semeando o amor ao próximo 
e a Caridade incondicional em nosso coração.
Ainda não somos perfeitos, compreendemos pouco da vida, 
temos que nos empenhar diariamente para realmente compreendermos 
os designos de Deus em nossa vida.
Compreendemos os seus recados quando não é conosco, 
sempre temos uma palavra ao outro, e quando passamos por dificuldades 
nos entregamos ao pessimismo e a angustia, não temos a compreensão 
e a resignação como nossos amigos.
Sabemos que quando temos a compreensão em nós, nosso coração 
fica mais aliviado e pode doar muito mais e principalmente nos dá 
a sensação de estarmos caminhando corretamente 
e buscando o caminho do bem.
Procuremos então todos juntos, verificar se em nossos corações 
temos a Compreensão verdadeira e acima de qualquer julgamento, 
desta forma estaremos hoje procurando tirar de nós aqueles 
sentimentos que nos levam a incompreensão e as mágoas tão maléficas 
para nossa saúde física e espiritual.(Gotas de Paz)

domingo, 31 de julho de 2011

CONFIA...







Há momentos muito difíceis, que parecem insuperáveis, enriquecidos
de problemas e dores que se prolongam, intermináveis, ignorados
pelos mais próximos afetos, mas que Deus sabe.

Muitas vezes te sentirás à borda de precipícios profundos, em desespero,
e por todos abandonado.
No entanto, não te encontrarás a sós, porque,
no teu suplício, Deus sabe o que te acontece.

Injustiçado, e sob o estigma de calúnias destruidoras, quando, experimentando
incomum angústia, estás a ponto de desertar da luta, confia mais um pouco,
e espera, porque Deus sabe a razão do que te ocorre.

Basta que te deixes conduzir por Ele, e sintonizado com a Sua misericórdia
e sabedoria, busca realizar o melhor, assinalando o teu caminho com as
pegadas de luz, características de quem se entregou a Deus e em Deus progride.

Joanna de Ângelis

domingo, 24 de julho de 2011

Mensagem do dia

"Hospedaste conflitos do pensamento sem perceber e, por isso, te afliges. Entretanto, asserena-te e espera. Muitas das inquietações que te pungem o espírito não passam de nuvens formadas por tua própria imaginação.
A pessoa que te parece suspeita, qual se te fosse um adversário prestes a ferir-te, talvez esteja em tua área de ação, buscando auxiliar-te. O desencanto experimentado terá sido provavelmente o meio de que se valeu a Sabedoria Divina para livrar-te de tribulações futuras, cujo peso não suportarias de pé.
Aconteça o que acontecer, guarda-te em paz, oferecendo aos outros o melhor de ti, a fim de que os outros te ofertem o melhor de que disponham.
Ainda que fardos de sofrimento se te amontoem na vida, permanece firme em tua fé e em teu caminho, porquanto nenhuma tempestade, por mais arrasadora, te pode arrancar a proteção de Deus".
************************
Emmanuel

Recebido do amigo Irmão Z, via Orkut

domingo, 10 de julho de 2011

Antonimo de Amor


Não raro costumamos dizer que o ódio é o oposto do amor. Imaginamos que o ódio é o substituto do amor, tornando-se seu antônimo, no dicionário do coração.
Porém, esquecemo-nos de que os sentimentos não se processam dessa maneira em nossa intimidade e, que a falta de amor não significa a presença do ódio.
O ódio nascerá dos sentimentos mal resolvidos em relação ao nosso próximo, da não compreensão de suas atitudes e se alimentará, muitas vezes, nas fontes do egoísmo e orgulho, que ainda cultivamos em nós.
O ódio será a doença do amor e não o seu antônimo. Afinal, o ódio será o resultado dos sentimentos resolvidos e tratados de maneira errônea, equivocada.
Qual será, então, o antônimo do amor? Se entendermos o amor como o sentimento amplo e completo, o sentimento que nos preenche a alma e nos oferece rumos para bem conduzir nossos relacionamentos, qual será o seu antônimo?
O contrário do amor será a própria falta do amor, a sua ausência. De tal monta é a grandiosidade do amor que o seu antônimo não é encontrado em nenhum outro sentimento. O seu oposto é única e exclusivamente sua ausência.
Dessa forma, a ausência do amor chama-se indiferença.
Será a indiferença a maior expressão de desamor em relação a alguém. Será na indiferença que encontraremos o oposto do amor, sua maior barreira e limitação para que floresça.
E quanto de indiferença ainda mora em nosso coração? Quanto somos indiferentes com o que ocorre com nosso próximo e em nossa sociedade?
Quantas vezes somos indiferentes com a dificuldade do colega de trabalho, não tendo tempo nem para alguns minutos de conversa, demonstrando nosso interesse pelo que lhe está sucedendo?
Não raro, a indiferença surge em relação às aflições do amigo, do parente ou do vizinho. Sabemos das dores e provas difíceis que os assaltam e não empreendemos nenhum gesto, no sentido de os auxiliar.
Somos indiferentes às injustiças sociais, às misérias socioeconômicas, à violência moral e física que se nos avizinham, sem nos atingir diretamente.
*    *    *
Quando nos deixarmos aquecer pelo amor ao próximo, pela solidariedade ou compaixão, amizade ou afeição, a indiferença passará a perder espaço.
O exercício para amar inicia pelo esforço em abandonar a indiferença pelas dificuldades alheias.
E serão sempre as oportunidades diárias, no relacionamento com a família, no trabalho ou na vida em sociedade, que nos oferecerão a chance de acabar com esse antônimo do amor.
Quando ela não tiver mais espaço no nosso coração, teremos um mundo onde o amor será a tônica dos relacionamentos, ajudando-nos e apoiando-nos uns aos outros, nesse caminho do progresso e crescimento que todos anelamos.

Redação do Momento Espírita.
Em 08.07.2011


www.momento.com.br



domingo, 3 de julho de 2011

Jesus e os dias de hoje

Aqueles dias, nos quais esteve Jesus cantando as glórias de Deus, pelas terras da Palestina, eram dias de grandes dificuldades morais.
As aflições, dramas pessoais, dificuldades de relacionamento, de entendimento entre povos e culturas faziam-se constantes.
A incompreensão, o preconceito, a preocupação com a aparência externa e com o aspecto social era a tônica, nos relacionamentos, principalmente nas classes mais abastadas.
Não muito diferente dos dias de hoje. Em termos morais e valores íntimos, ainda somos muito parecidos com aqueles que encontraram Jesus, durante Seu périplo de amor.
Os dramas vivenciados há mais de dois mil anos, na intimidade daquele povo, se assemelham muito aos desafios emocionais que hoje enfrentamos.
Por isso, os conselhos de Jesus são ainda tão atuais.
Ele falava para um povo que vivia em um mundo sem recursos tecnológicos, utilizava de analogias e comparações que pudessem ser compreendidas, pelas gentes simples.
Não obstante, Seus conceitos e orientações são ainda atuais.
Jesus não Se preocupava com as coisas do mundo. Ensinava as coisas da alma.
Sem preocupar-Se com os valores temporais, era, por excelência, o Sábio dos valores da alma, que os conhecia em profundidade.
Assim, Seus conceitos atravessaram os séculos chegando até nós com atualidade arrebatadora.
Nestes dias onde o estresse emocional e a ansiedade são doenças crônicas, Jesus nos aconselha a deixar a cada dia suas próprias preocupações e necessidades, sem nos afligirmos com o futuro desconhecido.
Ensina-nos a ter confiança e fé em Deus. Serve-Se do exemplo das aves dos céus, que não semeiam, nem ceifam e dos lírios do campo, que não tecem, nem fiam, mas têm uma beleza incomparável, para falar da Providência Divina.
Alerta-nos a não termos atitude inercial, esperando um salvacionismo ilusório, dizendo-nos que é necessário buscar para achar e bater para que as portas se abram.
Nestes dias onde, muitas vezes, nos colocamos como omissos e descomprometidos com nossa vida em sociedade, Jesus nos fala que somos o sal da Terra. E o sal deve atender à sua finalidade de preservação e de sabor.
Quando se mostra tão frequente o descrédito com o ser humano, Jesus nos alerta que somos a luz do mundo e que devemos fazê-la brilhar em nós, através das boas obras que somos capazes de executar.
Nestes dias onde o ter costuma sobrepujar o ser, onde a cobiça e o comprar são as grandes sensações, é Jesus que nos alerta para não nos preocuparmos com tesouros que a traça e a corrosão consomem.
E mais: que onde estiver nosso tesouro, aí estará nosso coração.
Os conceitos de Jesus talvez jamais tenham sido tão importantes como nos dias desafiadores que registra a Humanidade.
Nestes dias, onde os valores e as instituições são questionadas e abalam-se, perante a sociedade e os homens, Jesus prossegue como Modelo e Guia.
É Ele a referência indispensável para bem atravessarmos os mares encapelados da atualidade, para que Sua luz seja o farol que nos haverá de conduzir ao porto seguro que nos aguarda, após a tempestade.

Redação do Momento Espírita.
Em 01.07.2011.

www.momento.com.b